top of page
Buscar
  • Sílvio Kniess Mates

Porque a Terapia por Hipnose é tão eficaz?


Porque a hipnoterapia é mais rápida do que as formas convencionais de psicoterapia para abordar questões emocionais. Para saber mais, continue lendo.



Admita. Você não é perfeito, não é mesmo? Mas quem seria perfeito?


Há coisas em nós mesmos que podemos mudar. São pequenas coisas que poderiam tornar nossa vida mais fácil, gratificante e satisfatória. Você poderia livrar-se de insônia, de medo de baratas, medo de altura, dores sem causa aparente, depressão, ou mesmo dissolver sentimentos de culpa. Nós sabemos como é difícil lidar com alguns sentimentos que insistem em nos visitar na forma de pensamento nos piores horas.


Pois então, se todos temos algo que desejaríamos transmutar, como fazer ?


Como podemos romper certos padrões de comportamento? E, mais importante, como torná-las permanente?


Você já sabe que não é uma tarefa fácil.


É aí que entra a hipnoterapia! Os protocolos da hipnose são ferramentas poderosas aplicados na promoção de mudanças nos padrões de crenças limitantes, operando transformações emocionais e consequentemente, comportamentais.

Hipnoterapia, o que é?


É uma terapia integrativa que beneficia-se do super-poder da hipnose.


Mas, o que é exatamente a hipnose?

É uma técnica que instala sugestões positivas em sua mente subconsciente. Seguindo-se alguns processos sugestivos desenvolvidos ou adaptados exclusivamente para aplicação terapêutica em estado hipnótico. Em estado hipnótico é possível alterar:


A maneira como você pensa;

A maneira como você se sente;

A maneira como você se comporta.


É por isso que a hipnoterapia é uma ferramenta tão eficaz para promover mudanças na prática clínica. Porque se você pode mudar seus pensamentos, seus sentimentos e seu comportamento – você pode mover montanhas. Você pode superar qualquer obstáculo. Você pode resolver coisas que antes pareciam impossíveis.

Além disso, quando usado por um profissional certificado, a hipnoterapia pode ajudar em todas as situações a seguir:


Sentimentos em Geral:

Ansiedade. Estresse.

Sonhos estressantes. Pesadelos.

Insônia.

Conflito. Nervosismo. Agressividade.

Apego. Ciúme. Controle. Aflição.

Ausência. Carência.

Mágoa. Desprezo. Rejeição. Revolta. Raiva.

Angústia. Agonia. Sufoco. Tédio.

Bipolaridade

Borderline. (A pessoa se corta, é impulsiva, raivosa. Emoções extremas. Ex.: Marido trai e ela pica o carro com um martelo.)

Sentimento de Culpa. Arrependimento. Indecisão.

Insegurança. Pessimismo.

Sentimento de inferioridade. Impotência.

Depressão.

Tristeza. Desânimo. Indiferença. Indisposição.

Saudade. Solidão.

Bruxismo.

T.O.C.

Vitimez.

Autoestima.

Tendência suicida.

Dores sem causa aparente.

Fibromialgia.

Rejeição familiar do passado (irmãos, pais, avós, tios, professores, amigos.).

Alguns problemas de sexualidade.

Alguns problemas de relacionamento com familiares, amigos.

Falecidos, Saudade.

Relação com o álcool.

Relação com as drogas.


Fobias, medos:

Acrofobia.

Hidrofobia.

Claustrofobia.

Medo de elevador.

Medo do escuro.

Medo do Fracasso.

Fobia Social.

Hematofobia.

Medo de acidentes.

Medo de agulha.

Medo de dentista.

Medo de dirigir.

Medo de voar.

Medo de vento, relâmpagos e tempestades.

Medo exagerado de perder pessoas queridas.

Noctofobia.

Medo do futuro, Preocupações.

Tanatofobia.

Anorexia.

Timidez.

Zoofobia (aranhas, cobras, sapos, insetos etc).

Medo de contrair doenças.

Síndrome do Pânico.

Lembranças do passado que assombram seu presente.


É uma longa lista!

Como a hipnoterapia pode tratar todos esses distúrbios? A resposta é simples:



Com a Hipnoterapia pode-se atingir as camadas emocionais do SER, onde efetivamente estão armazenados os problemas emocionais. A hipnose rompe o fator crítico da mente consciente, permitindo comunicação direta com o subconsciente. Esse recurso permite alterar o pensamento, mudando o paciente de dentro para fora, o que reflete de forma direta nos comportamentos, anteriormente gerados por fatores emocionais negativos.


Por meio da hipnose terapêutica pode-se chegar à origem do problema, também conhecido como evento sensibilizador, que ao ser tratado por um profissional qualificado, fará com que os sintomas desapareçam.


A Hipnoterapia destaca-se entre as demais terapias

O Ph.D em psicologia Clínica pela Universidade da California, Dr. Alfred A. Barrios realizou um levantamento literário sobre as terapias que lidam com a mente. Em seu artigo Hyonotherapy: A Reapraisal, de 1970. Ele descobriu que o tratamento por meio da Hipnoterapia apresetna resultados melhores e mais rápidos. Veja a tabela a seguir:

Os resultados obtidos por amostragem na pesquisa do Dr. Alfred A. Barrios são simplesmente incríveis. Ela constata não só que a Hipnoterapia faz o trabalho mais rápido – 6 sessões em comparação com 22, da TCC  – como também funciona para uma porcentagem muito maior de pessoas.


Segundo o estudo, a Hipnoterapia traz resultados quatro vezes mais rápida do que a Terapia Comportamental. E, indiscutivelmente, 100 vezes mais rápido do que a psicanálise.



Na Austrália, a Associação ‘Australian Hypnotherapists’ introduziu um sistema de auto avaliação para profissionais da hipnoterapia em 1996. Nesse país cerca de 75% dos departamentos de Psicologia das universidades incluem cursos de Hipnose em seus currículos.


Em 2002.  No Reino Unido, o Departamento de Educação e Habilidades incluiu a hipnoterapeuta entre as atividades com certificação nacional para exercício da profissão. A Hipnose clínica também é ensinada em 45% das faculdades de psicologia.


Nos EUA, a regulamentação e certificação da hipnoterapia é realizada pela American Council of Hypnotist Examiners (ACHE). O primeiro centro de hipnoterapia licenciado pelos EUA foi o Instituto de Formação em Hipnotismo de Los Angeles em 1976.  


Nos Estados Unidos, cerca de 25% dos programas de doutorado em Psicologia Clínica incluem cursos de formação completa em hipnose.


No Brasil também foram registrados avanços. Em 2000, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) regularizou a hipnose como ferramenta auxiliar da profissão no país. Em 2018, a hipnose foi incluída nas Práticas Integrativas e Complementares do SUS. Também foi criada a Sociedade Brasileira de Hipnose.


Então, a hipnoterapia não é apenas útil. É reconhecida.


É um bom método para poder auxiliar em vários pontos de sua vida, sobretudo na ampliação e garantia de qualidade de vida emocional.


Outras Terapias


Não há dúvidas de que as demais psicoterapias também apresentam resultados eficazes. No entanto, por que os resultados são tão diferentes?


Terapia Cognitiva Comportamental

A Terapia Cognitiva Comportamental (ou TCC) é usada para mudar a maneira de pensar, que acaba por se refletir sobre a maneira de se comportar. Essa técnica ajuda a enfrentar problemas de uma forma mais positiva. Ela é frequentemente usada para mostrar formas práticas de lidar com a vida.


A ideia central dessa terapia é quebrar questões maiores em partes menores. Dessa forma forma elas ficam mais fáceis de serem enfrentadas. Assim, você pode organizar-se para melhorar cada vez mais a forma como você se sente. Ela não remove os problemas, mas te dá mecanismos de enfrentamento para que você possa aprender a gerenciá-los com mais facilidade.


No entanto, é necessário destacar que a hipnoterapia, eventualmente, também poderá aplicar recursos da TCC, em contexto hipnótico.


Psicanálise

A psicanálise também é amplamente usada para tratar questões emocionais, como as mencionadas acima, com uma abordagem desenvolvida por Sigmund Freud. O princípio mais fundamental da psicanálise é descobrir emoções e experiências reprimidas.


Desta forma, enquanto a TCC lida com problemas no presente, do aqui e agora, a psicanálise investiga eventos do passado, até à infância, na busca de encontrar as razões pelas quais o paciente se sente ansioso ou deprimido, por exemplo. Deixando essas emoções reprimidas vir à superfície para que se possa enfrentá-las e transmutá-las.


Programação Neurolinguística (PNL)


Na origem etimológica, encontraremos:

Neuro que se refere ao sistema nervoso, a ligação entre o cérebro e o corpo.

Linguística que se refere à linguagem, que é a forma como o sistema nervoso se comunica com o mundo. Programação refere-se a comportamentos aprendidos e da forma como se responde aos estímulos.


Então, PNL propõe-se alterar o comportamento (a programação), mudando a maneira como a mente do paciente responde ao que está acontecendo ao redor.


A PNL aplica técnicas como âncoras e dissociação para realizar seu propósito. O método é particularmente útil para romper padrões, quebrar hábitos, ou superar fobias e medos.


Hipnose em Conjunto com outras técnicas


Todas essas terapias são eficazes, mas sabe o que é mais interessante? Todas elas podem ser combinadas com a hipnose para obter melhores resultados. E algumas delas já utilizam.


A PNL, por exemplo, muitas vezes combina suas técnicas com a hipnose e a autohipnose.

A TCC tem provado ser mais eficaz quando utilizado em conjunto com a hipnose e a auto hipnose.

Mesmo a psicanálise funciona melhor quando utilizada em conjunto com a hipnose. Por ser um processo mais longo e demorado de auto-conhecimento, a hipnose pode ser utilizada pontualmente para colocar o paciente em contato com sua mente subconsciente. Como sabemos, o subconsciente é o lugar onde todas aquelas memórias e conflitos são armazenados. Com isso, é mais fácil resolver as questões emocionais. Não importa qual a terapia é empregada, o resultado é o mesmo. Adicione um pouco de hipnoterapia, e suas chances de sucesso aumentam geometricamente.


Por que escolher a hipnoterapia?


Vamos ser muito sinceros com você. Quando se trata de terapia, há muitas opções. A Hipnoterapia é apenas uma delas. Apenas uma das maneiras de fazer mudanças em sua vida. Então, por que você deve escolher um profissional que opte por esta ferramenta?

Existem pelo menos três razões muito boas:

Ela é mais rápida do que outras formas de terapiaEla aborda mais questões do que outras formas de terapiaEla vai direto ao coração do problema e lida com ele diretamente

Durante uma sessão de hipnoterapia, o terapeuta vai começar conversando com você. Buscando te conhecer, descobrir qual é o problema. Aprender sobre você e seu estilo de vida. Isso ajudará o hipnoterapeuta a decidir qual a melhor maneira de superar qualquer problema que você está tendo.

Só depois desse processo, de te conhecer bem, é que acontece a hipnose. Onde você será colocado em um transe leve, onde a sua mente consciente (crítica) pode simplesmente desligar. Um estado de consciência em que você pode acessar o seu inconsciente e promover mudanças profundamente enraizadas e duradouras. Após esse processo, o hipnoterapeuta também pode te ensinar a auto hipnose, para que você consiga realiza-la sozinho.

Assim, quando você é submetido à hipnoterapia, as possibilidades são infinitas.

Você pode:

Encontrar soluções para os problemas que carrega a muito tempo;

Se livrar de velhas crenças limitantes;

Transformar pensamentos negativos em positivos;

Desenvolver hábitos mais saudáveis;

Estabelecer metas realistas;

Assumir o controle ativo de sua saúde, sua carreira, seus relacionamentos e sua vida em geral.

E como as outras terapias mencionadas acima, ela também funciona para ansiedade e depressão. Na verdade, se você pode pensar em um problema ou uma questão, provavelmente a hipnoterapia pode ajudar:

A tomar melhores decisões. Obter o aumento da sua concentração. Libertar a sua imaginação e criatividade.

A se sentir mais relaxado e mais em paz consigo mesmo.

A se livrar do stress. Fazendo com que você se sinta saudável mentalmente e fisicamente.

A aumentar a sua autoconfiança.

A dormir melhor e ter mais energia quando você precisar dela.

A encontrar a estabilidade que vai te permitir viver verdadeiramente a sua vida, ao invés de apenas passar por ela.

Mesmo reconhecendo que ninguém é perfeito, não há nada de errado na busca pela perfeição. Uma pequena mudança por vez.

Inspirado no artigo abaixo: Fonte: https://hipnoseinstitute.org/blog/o-que-e-hipnoterapia/ Tenha o leitor em conta que o texto foi ajustado aos conceitos da Signy Realinhamento Emocional. Sílvio Kniess Mates Hipnoterapeuta, especialista no tratamento de "Insônia". CRH 12/8498343

474 visualizações0 comentário
bottom of page